Primeira Igreja Presbiteriana de Porto Velho | Primeira Igreja Presbiteriana de Porto velho

Primeira Igreja Presbiteriana de Porto Velho

 

A nossa missão:

Somos uma igreja discipuladora,
Ensinando a sã doutrina,
vivendo a mutualidade da comunhão,
E tudo para a glória de Deus.


A Igreja Presbiteriana de Porto Velho faz parte da Igreja Presbiteriana do Brasil e como tal “é uma comunidade de famílias cristãs reformadas comprometida com a adoração a Deus, com a proclamação da Palavra, com a educação para a vida e com a transformação do ser humano e da sociedade”.

Leia: Carta Pastoral

Valores: Os nossos princípios doutrinários são:

∙ Soberania de Deus: absoluto controlo de tudo

∙ Solo Chistus: nosso único mediador

∙ Sola Scriptura: única regra de fé e prática

∙ Sola Gratia: única causa da salvação

∙ Sola Fide: único meio de obter salvação

∙ Soli Deo Gloria: único que deve ser adorado


Documentos doutrinários e de ordem:            


A Bíblia Sagrada, como única regra infalível de fé e prática 

*      Confissão de Fé de Westminster de 1647

*      Confissão de Fé de Westminster (revisão de 1888) 

*      Breve Catecismo de Westminster (1647 - 1648) 

*      Catecismo Maior de Westminster (1647 - 1648)

*      Manual Presbiteriano

*      Manual Litúrgico da IPB

*      Manual Unificado das Sociedades Internas

 

Credos e Confissões que compõem nossa Biblioteca Virtual:

* Confissão Gaulesa [Francesa, ou de Rochelle] (1559)

* A Confissão de Fé Escocesa (1560) 

* Confissão Belga (1561)

* Os Trinta e Nove Artigos da Religião (1563)

* Catecismo de Heidelberg (1563)

* Segunda Confissão de Fé Helvética (1562 - 1566) 

* Os Cânones de Dort (1618 - 1619)



Obs: Para abrir alguns dos arquivos em formato pdf você deve utilizar o programa Acrobat Adobe Reader. Clique aqui para baixar o programa.

A nossa identidade denominacional

Somos presbiterianos! Mas o que significa ser presbiterianos? O que nos diferencia e o que nos une às demais igrejas evangélicas? Vejamos abaixo um resumo da nossa identidade:

Essenciais na Doutrina

Cremos na divina autoridade e na inspiração verbal da Escritura. Somente a Escritura é a suprema fonte de autoridade em assuntos de fé e prática. A Bíblia compõe-se do Antigo e Novo Testamento, que é a Palavra de Deus. Cremos que ela é inerrante, clara e suficiente em tudo o que nos ensina. Deus se deu a conhecer-nos de modo pessoal através do registro sagrado nos revelando o seu Ser, a sua eterna vontade e o modo como podemos glorificá-lo. Por isso, em toda a nossa pregação, ensino e prática buscamos ser fiéis à instrução da Escritura e aplicá-la em nossas vidas.

Reformados na História

Histórica e doutrinariamente somos herdeiros dos Reformadores do século XVI. Protestamos contra os desvios morais e doutrinários da Igreja Católica Apostólica Romana. Cremos nos pilares da Reforma Protestante: 1) somente a Escritura Sagrada é a nossa regra de fé e prática; 2) somos salvos somente pela graça; 3) a justiça vem somente pela fé; 4) somente Cristo salva; 5) toda a glória seja dada somente a Deus. Cremos que a Confissão de Fé de Westminster, seguida dos Catecismos Maior e Breve de Westminster, contém o sistema de doutrina ensinado na Escritura, e adotamos estes documentos como sendo nossos padrões juntamente a toda a família das Igrejas Presbiterianas/Reformadas.

Presbiterianos no Governo

Somos governados pela pluralidade de presbíteros (docente[s] e regentes) escolhidos pelos membros em plena comunhão das nossas igrejas. O Conselho é a liderança oficial de cada igreja local. Eles são homens capacitados com dons e chamados por Deus, através da igreja, para conduzi-la dentro da vontade do Senhor Jesus, a autoridade suprema da Igreja.

Calvinistas na Convicção

Afirmamos a Soberania absoluta de Deus sobre tudo e todos. Ele tem o pleno controle sobre cada detalhe da Sua Criação. Ele preserva, sustenta, dirige, governa e nutre, desde os mais ínfimos detalhes até os maiores eventos pela Sua Providência. A salvação depende da sua livre graça e não aceitamos que exista qualquer virtude, mérito ou poder inerente no ser humano que lhe dê o direito de exigir ou merecer de Deus qualquer coisa.

Aliancistas em nossa interpretação da Bíblia

Toda a história da redenção está estruturada num esquema de Aliança de Deus conosco. Entendemos que desde Adão até Jesus, a Escritura ensina que Deus desenvolveu uma Aliança com o ser humano. A antiga Aliança esteve se desdobrando em períodos diferentes e ampliando continuamente as suas exigências, promessas, mediadores e sinais, tornando-se mais clara e completa até o seu pleno cumprimento em Jesus Cristo, o mediador da nova Aliança. Por isso, sendo o Batismo o novo sinal da nova Aliança, batizamos não somente aqueles que crêem e professam verdadeira fé em Cristo como o seu único e suficiente Salvador, mas também os seus filhos. Cremos que a promessa da salvação é parte da Aliança de Deus com o seu povo. Através da Ceia do Senhor confirmamos a nossa Aliança, recebemos mais graça, celebramos a nossa comunhão, lembramos a morte e ressurreição, e revigoramos a esperança da volta de Cristo Jesus.

Evangélicos na pregação

Exercemos obediência com o mandamento de Cristo de "ide e pregai o Evangelho a todas as nações”. Um vigoroso programa evangelístico, através das reuniões congregacionais de adoração, grupos familiares, Escola Dominical, Sociedades Internas, assistência social, discipulado e outros ministérios, demonstramos que estamos persuadidos da nossa responsabilidade de pregar o Evangelho a toda criatura, de modo que, levamos o amor de Deus às pessoas de todas as classes sociais, crenças, ou raças, ensinando-as que são pecadoras, e que precisam arrepender-se e que somente o reconhecimento de Jesus Cristo como o seu único e suficiente Senhor pode reconciliá-las com Deus.

Santificados no comportamento

Encorajamos os nossos membros a levar uma vida piedosa pelos meios de graça (a oração, a Escritura, e a Ceia do Senhor) e da comunhão com todo o povo de Deus. Cada membro das nossas igrejas deve obediência à Palavra de Deus para que testemunhe com santidade, justiça e amor cristão. A nossa sociedade está diluindo os valores morais e familiares, por isso temos a responsabilidade de brilhar a luz de Cristo e sermos o tempero do equilíbrio contra as desenfreadas atitudes e ideologias pós-modernas.

Separatistas na relação eclesiástica

Cremos e praticamos que devemos ser separados de todo ensino e prática que esteja relacionado ao moderno movimento Ecumênico ou Carismático. Cremos que os salvos são aqueles regenerados, convertidos, justificados, santificados, preservados em graça pelo Espírito. As instituições eclesiásticas são, às vezes, mais puras ou menos puras, dependendo do seu sistema doutrinário e conduta moral dos seus líderes e membros. De modo algum aceitamos que a salvação esteja limitada a qualquer denominação, porque somente Cristo salva, e a nossa única fonte e regra de fé e prática é a Escritura Sagrada.

Estude e conheça a nossa rica herança. Ame a sua igreja e trabalhe para que ela seja cada vez melhor! Em Cristo, o nosso Senhor.

Leia: A História da Igreja Presbiteriana no Brasil

Obrigado por visitar o nosso site, ele foi desenvolvido pensando em servir você.